Gestão Financeira - Saindo de dívidas

Por Rafael Castanho | 16/02/2021 | 3 Minutos de leitura | Voltar
  • Compartilhe:
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Linkedin
  • Compartilhar no Whatsapp
Gestão Financeira - Saindo de dívidas

Dividas acumuladas criam um saldo negativo recorrente

Em decorrência de uma crise financeira, o fechamento de uma empresa pode ser uma atitude sensata, mas não a única. A sobrevivência do negócio é possível desde que se crie um planejamento, estabelecendo metas para o pagamento de todos os credores, assim colocando as contas em dia.

O primeiro passo para isso é o diagnóstico, qual a real situação financeira que a empresa se encontra. Essa pergunta pode ser respondida analisando o fluxo de caixa, entradas e saídas e por onde o saldo esta escorrendo.

Encontrando a causa, esse buraco deve ser tapado para que os recursos disponíveis não se esvaírem.

Crie uma listagem de todas as dívidas da empresa, analise o impacto de cada uma delas e organize os valores e vencimentos.
Vale lembrar que a renegociação de dívidas é uma opção valida.

Corte seus custos! Reduzir os custos e eliminar despesas que não são tao valiosas para quitar as dívidas pode ajudar a dar o folego necessário para a saúde financeira do negócio voltar a ficar estável.

Após isso, é necessário avaliar todas as possíveis opções.
Reduzir o número de colaboradores? Mudar de ramo? Mudar a abordagem de negócio? Coloque todas as informações na mesa e analise os cenários possíveis.

Após isso, crie o planejamento para botar em prática a estratégia escolhida. A recuperação financeira só é possível com esse planejamento, estabelecendo e atingindo metas.

Lembre-se de aprender com os próprios erros, afinal momentos de crise são grandes professores.

 


  • Compartilhe:
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Linkedin
  • Compartilhar no Whatsapp

Você pode ser interessar também