Home office e segurança de dados

Por Rafael Castanho | 28/08/2020 | 4 Minutos de leitura | Voltar
  • Compartilhe:
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Linkedin
  • Compartilhar no Whatsapp
Home office e segurança de dados
Uma tendência para empresas de tecnologia e impulsionada pela necessidade de isolamento social em tempos de pandemia.

 

O Home office é uma opção de trabalho que cresce em número de profissionais em todo o mundo, dando maior conforto, autonomia e reduzindo custo.

Permite que a pessoa defina os próprios métodos de trabalho, sem interferência externas e aumentando o rendimento, desde que a pessoa em home office tenha a disciplina e autogestão exigida.
Trabalhar em home office muda diversos pontos da gestão da empresa, e um desses pontos principais é garantir a segurança dos dados.
Os funcionários que estejam em home office precisam entender a importância de manter os dados da empresa e de seus clientes em segurança, e ela é necessária para que esses dados não vazem, se percam e se mantenham protegidos.

 

Mas, como manter os dados e informações em segurança trabalhando em home office?

Diversos modos para garantir a segurança e sigilo das informações são aplicados, sendo o "Non Disclosure Agreement" (NDA), também conhecido como acordo de confidencialidade, o mais comum. O NDA, como o nome sugere, é um acordo entre duas ou mais partes, em que por validade jurídica, assinam para manter devidas informações confidenciais. Simplificando, esse acordo é um pacto de silêncio, onde se detalha quais os dados vão ser protegidos e como eles vão ser transmitidos entre as partes, para que essas informações detalhadas no acordo tenham maior segurança e não sejam exploradas por terceiros e oferece uma proteção na troca dos dados entre as partes. Caso o acordo seja quebrado, é aplicado uma penalidade, normalmente envolvendo pagamento de multa.

 

Outro forma de manter a segurança dos dados da empresa compõem em:

Treinamento de toda a equipe em programas de compliance (onde todos os envolvidos devem se comprometer com a integridade e ética, resultando em menores riscos);

Uso de protocolos de segurança e autorização para o acesso de informações;

Investimento em sistemas de segurança;



Investimento em Potencial de Integridade Resiliente (P.I.R.), sendo essa, uma ferramenta de gestão e desenvolvimento, usado para identificação do nível de resiliência de profissionais diante de dilemas e questões éticas, onde avalia a capacidade de um indivíduo seguir os códigos e valores da empresa. Além de garantir que as informações sejam mantidas em sigilo, o P.I.R. ajuda evitar fraude e corrupção, estimulando a integridade moral e ética.

Como a proteção de dados é de absoluta importância, ainda mais em home office, onde o risco de vazamento de informação sigilosa tende a aumentar por conta dos distanciamento, aplicar métodos de controle e segurança se torna essencial para que a empresa mantenha os dados restritos a terceiros.

 


  • Compartilhe:
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Linkedin
  • Compartilhar no Whatsapp

Você pode ser interessar também